A ação visa proporcionar tanto aos jovens quanto as empresas, maior praticidade no deslocamento e acompanhamento dos aprendizes.

No dia 11 de dezembro o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) inaugura a primeira turma de aprendizagem do Programa Aprendiz Legal em Canguçu. Os primeiros cursos ofertados pela entidade são Ocupações Administrativas e Comércio Varejista.

As aulas acontecerão na ACICAN, de segunda à sexta-feira, no período das 8h30 às 12h e das 13h30 às 18h, e serão ministradas pela instrutora Lilian Kelly Krevin.

Aprendiz Legal é um programa voltado para a preparação e inserção de jovens no mundo do trabalho, que se apoia na Lei da Aprendizagem (10.097/2000). Segundo o CIEE, a lei estabelece que todas as empresas que tenham um número superior a 7 funcionários efetivos e não se enquadrem no Microempreendedor Individual (MEI), tenham que cumprir cotas de aprendizagem, contratando jovens entre 14 e 24 anos, por tempo determinado, de no máximo dois anos.

Os jovens beneficiários são contratados por empresas como aprendizes de ofício, previsto na Classificação Brasileira de Ocupações – CBO do Ministério do Trabalho e Emprego, ao mesmo tempo em que são matriculados em cursos de aprendizagem, em instituições qualificadoras reconhecidas, responsáveis pela certificação.

A lei visa assegurar o preparo do jovem para a transição escola e trabalho, com o propósito de formar cidadãos autônomos, capazes de desempenhar uma postura crítica e criativa na vida social e no trabalho.

CIEE estabeleceu uma parceria com a ACICAN neste ano para promover condições especiais às empresas conveniadas.

 

Quem pode ser aprendiz?

Jovens de 14 a 24 anos incompletos que estejam cursando o Ensino Fundamental ou o Ensino Médio. A idade máxima prevista não se aplica a aprendizes com deficiência. Encontre uma instituição que implementa o Aprendiz Legal e inscreva-se.

 

Quem pode contratar aprendizes?

Toda organização pode ter aprendizes. A Lei da Aprendizagem determina que as empresas contratem um número de aprendizes equivalente a um mínimo de 5% e um máximo de 15% do seu quadro de funcionários.

Informações: Canguçu On Line (www.cangucuonline.com.br)